Luminárias de LED: Alta eficiência com baixo consumo

As luminárias de LED surgiram há pouco tempo, se comparadas com as lâmpadas incandescentes e fluorescentes, e já são as escolhas preferidas de vários arquitetos e designers de interiores pelo país.

Mas exatamente por serem relativamente novas no mercado, as luminárias LED se encontram em um ponto de transição, ou seja, um momento em que a tecnologia vai se aperfeiçoando para que em um futuro próximo seja a opção padrão por vários motivos.

Neste artigo, procuramos elucidar que motivos são esses. Aqui, listamos as maiores vantagens das luminárias de LED e os motivos para se investir nessa tecnologia, e mostramos porquê ela é o caminho do futuro.

Vamos começar?

O que é um LED?

Antes de tudo, para entender os grandes benefícios das luminárias de LED é necessário saber exatamente o que é essa tecnologia.

O LED é uma sigla em inglês que significa light emitting diode, ou seja, diodo emissor de luz. Em outras palavras, o LED é um pequeno chip que, em um circuito elétrico, emite luz quando em contato com uma corrente elétrica.

Criado com a grande revolução dos eletrônicos, o LED é componente chave em relógios, aparelhos celulares e outros equipamentos que exigem alguma forma de iluminação, normalmente em telas.

Mas no final dos anos noventa, um trio de pesquisadores conseguiu criar uma grande inovação nessa tecnologia: um tipo diferente de luz, azul, que quando aplicada corretamente terminava por produzir uma iluminação branca, ideal para as casas. O impacto dessa descoberta, que propiciou as luminárias LED que conhecemos hoje, foi reconhecido por grandes acadêmicos e engenheiros eletricistas pelo mundo, o que proporcionou aos pesquisadores o prêmio Nobel de física de 2014.

Mas o que exatamente faz do LED algo tão impactante no mundo, uma tecnologia tão incrível? Continue a leitura para saber mais!

As luminárias de LED gastam menos energia

Primeiramente, precisamos falar de uma das maiores vantagens das luminárias de LED: seu baixo consumo de energia.

As lâmpadas comuns consomem normalmente 50W a 60W por hora, enquanto as luminárias de LED gastam incríveis 4,5W por hora. Isso acontece porque nas incandescentes grande parte da energia consumida pela lâmpada é transformada em calor para gerar a iluminação, enquanto as luminárias de LED usam a eletricidade apenas para produzir luz.

Essa economia gera um grande impacto na sua conta de luz, o que por si só já justifica o preço mais elevado que as luminárias de LED tem em relação às outras, mais comuns.

Luminárias de LED são mais eficientes

Já vimos que as luminárias de LED são as mais econômicas do mercado, mas e sua eficiência? Será que é possível emitir a mesma quantidade de luz gastando essa quantidade muito menor de energia? É mais do que possível: as luminárias LED iluminam mais, gastando muito menos.

As luminárias LED comuns normalmente possuem eficiência de 80 lumens/watt, o que as colocam no mesmo patamar das mais conhecidas em questão de economia e eficiência, as fluorescentes, que emitem de 60 a 100 lumens/watt. Quando as incandescentes entram nessa comparação, o resultado aponta que a troca é mais do que recomendada: elas emitem de 7 a 10 lumens/watt.

Essa unidade de medida, lumens/watt, é a mais recomendada para se fazer o comparativo, pois leva em consideração a quantidade de luz emitida em relação a energia consumida. Assim, as luminárias LED só saem perdendo para as lâmpadas de sódio, mas elas não são capazes de emitir luz branca.

Mas se as lâmpadas fluorescentes, especialmente as tubulares, possuem uma eficiência comparável às luminárias de LED, como se decidir pelas duas? Confira a resposta no próximo tópico:

As luminárias LED duram mais

Ou melhor dizendo, elas duram muito mais do que as outras. Usadas no contexto correto, seguindo as recomendações do fabricante, nenhuma lâmpada vendida atualmente chega perto da vida útil das de LED.

Vamos fazer um pequeno comparativo: as luminárias LED chegam normalmente a marca de 50.000 horas de uso, enquanto a mais duradoura até então, as fluorescentes tubulares, chegam apenas a 7.000 horas. As fluorescentes compactas, uma opção mais bonita que as tubulares, duram 6.000 horas, enquanto as incandescentes normalmente não passam de 1.000 horas sem queimar.

Portanto, uma única lâmpada LED tem a durabilidade de 50 lâmpadas incandescentes ou 8 fluorescentes compactas. Esse é um caso onde vale a pena investir um pouco a mais para se ter um produto de qualidade e que não irá te causar problemas nem te deixar no escuro quando você mais precisa.

Não perca tempo em lâmpadas que não são eficientes e econômicas. Conheça o nosso catálogo de luminárias LED e faça a melhor escolha!

luminárias lumepetro